sexta-feira, 18 de junho de 2010

a fronteira da maldade....



...pode parecer brincadeira mas é muito serio a coisa viu....
cada vez mais vemos e conhecemos pessoas assim, por isso fui ler e entender o q é um...PSICOPATA SOCIAL....
Sua capacidade de “parecer bom, educado e inofensivo é impecável”.
É a pessoa perfeita! Tudo isso é uma fachada, como um teatro muito bem engendrado para esconder suas características perturbadoras.

Aquele que não sabe distinguir mentira da verdade, é uma pessoa fria e egocentrica cuja a única coisa que importa é a sua "verdade".

Tem gente que nao se toca que ate já passou da idade de ter “xiliques”.
De se auto afirmar com frases mentirosas e fingir ser aquilo que nao é!

O psicopata não é exatamente um doente mental, mas sim um ser que se encontra na divisa entre sanidade e a loucura.
O ser humano normal é movido pelo triangulo: razão, sentimento e vontade. O que move um psicopata é: razão e vontade, é satisfazer plenamente seus desejos, mesmo que isso envolva pessoas.
Não importa, já que não existe sentimento. São seres desprovidos de “alma”.
...cuidado,vc pode ter um do seu lado e nem perceber...rs

4 comentários:

alexandre disse...

parabéns pelo post!!

sim, é muito mais sério e comum do que se imagina, infelizmente

tive o desprazer de conhecer pessoas assim recentemente, e até agora, não me conformo, me sentindo estúpida e indignada.
espero ter aprendido a lição.

beijos e adoro seu blog

ursinha Ѽ  disse...

loka .. muito bom seu texto..
acho bom ficar ligada sempre ao nosso redor..

aaaa tem presente pra ti na caverna, outro selinho ..

bjs
ursinha

alicia disse...

lokinha, numa pequena cidade de interior eu conheci um bombeiro militar, família evangélica, porém o diagnóstico é psicopatia grave. Não sei o que está sendo feito por ele, se ainda continua trabalhando, vou procurar saber.
Deve ser triste pra um pai e uma mãe reconhecer isto num filho.
E, aqueles que não são diagnosticados?

lilica{D.E.} disse...

Linda loka,

Fico sempre muito feliz quando alguém tráz esse assunto à tona.
Eu fui casada quase 10 anos com um desses psicopatas socias, do qual saí totalmente destruída.
Hoje depois de muita terapia para conseguir juntar os caquinhos, penso que se talvez se eu tivesse lido um texto desses como o seu, eu teria abreviado meu sofrimento.
Parabéns por abrir espaço no seu blog prá falar sobre isso.

Beijos,